Notícia

FIMAN

terça, 16 de outubro de 2018
Paranavaí sediará Feira Internacional da Mandioca no mês que vem

Organização espera receber mais de 5 mil visitantes de 30 países

Paranavaí sediará entre 20 e 22 de novembro a segunda edição da Feira Internacional da Mandioca (Fiman 2018). O evento será realizado no Parque de exposições e vai reunir representantes de toda a cadeia produtiva e de consumo, em um ambiente propício para a promoção de negócios entre as empresas do setor, especialmente as indústrias de transformação, seus fornecedores e clientes.

Durante coletiva de imprensa, na manhã desta terça-feira (16), na sede da Associação Comercial e empresarial de Paranavaí (Aciap), a organização do evento disse que mais de 100 expositores do Brasil e do exterior participarão da feira. A expectativa é que mais de 5 mil pessoas de 30 países, entre industriais, produtores, fornecedores, consumidores e varejistas, visitem a Fiman 2018 e movimentem cerca de R$ 100 milhões em negócios.

De acordo com Maurício Gehlen, Presidente da Comissão organizadora da Fiman 2018, a edição de 2016, conseguiu movimentar R$ 50 milhões em negócios, e recebeu mais de 4 mil visitantes. “Tivemos como destaque a África, continente com maior número de representantes. Graças a sua alta produção da raiz, vieram em busca de conhecimento a respeito da produção em escala comercial”, explica.

Para a edição deste ano, já estão confirmados expositores de empresas da China e Inglaterra e em negociação com outros países, como: Japão, Tailândia, Indonésia e Singapura.

Em paralelo à feira, a organização do evento promoverá uma agenda de atrações focadas na capacitação profissional e na geração conhecimento, entre oficinas, visitas técnicas, rodadas de negócios e palestras sobre novas tecnologias, otimização de materiais, trabalho em rede, logística reversa e apresentação de cases de sucesso.

A feira funcionará das 13h às 20h, durante os três dias, com entrada gratuita para visitantes, mediante credenciamento no site: www.fiman.com.br ou no local do evento.

Alimento do século XXI

A mandioca foi eleita pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o alimento mais importante do século XXI. A raiz pode ser utilizada para o consumo humano, animal e industrial.

Na indústria, é essencial para diferentes segmentos. “É o caso dos setores de papel e celulose, panificação, têxtil, indústria farmacêutica e de cosméticos, fertilizantes, aplicação em campos de petróleo e siderurgia, e na alimentação, servindo como base para a produção de alimentos sem glúten, lactose e funcionas”, complementa Gehlen.

De acordo com dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), o estado do Paraná foi responsável por 70% do total de fécula de mandioca produzida em 2015, em todo o país, número que vem sendo mantido a cada safra, sendo a região de Paranavaí, uma referência mundial em produtividade e qualidade.

A Fiman 2018 é uma parceria entre a Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (Aciap), Sociedade Rural de Paranavaí, Sindicato Rural do Noroeste do Paraná, Prefeitura de Paranavaí e Centro Tecnológico da Mandioca (Cetem).

Fonte: Portal da Cidade Paranavaí